Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

22-06-2014 347.jpg

A ecologia ascendeu à categoria de disciplina académica. A tomada de conscência do facto dos organismos vivos não serem governados pelo acaso, mas, pelo contrário, se organizarem de maneira a formar comunidades, cuja estrutura e função não podem compreender-se mediante o exame separado das partes. O termo ecossistema foi criado por Arthur Tansley (nos anos trinta do século passado), um ecologista de Oxford, e designa a comunidade com o seu ambiente. Já para Barrington Moore, o primeiro presidente da American Ecology Society (AES), a ecologia não era mais uma disciplina cientifica, mas uma ciência que coroa as outras ciências, a ciência da sintese essencial à nossa compreeensão da biosfera (a biosfera é o agrupamento de todos os elementos naturais que favorecem e dão condições para a manutenção da vida no planeta. A “esfera da vida” ou biosfera é constituída por três elementos naturais de extrema importância para a vida na Terra, nesse caso estão a hidrosfera, atmosfera e litosfera). Já em 1919 numa reunião da AES, perguntava aos seus membros; «Contentar-nos-emos como sermos, cada um de nós pelo seu lado, zoólogos, botânicos ou agrónomos sem compreeendermos bem os problemas com que deparamos, ou tentaremos tornar-nos ecologistas no sentido pleno do termo? O nosso papel na ciência dependerá da resposta que dermos a esta pergunta. O futuro está nas nossas mãos.»

Pois, parece que desde 1919 nada aprendemos. Tivemos o futuro nas mãos, agora está a fugir-nos tanto o futuro como o planeta.

Créditos Edouard Goldsmith e internet

Nota - o itálico é meu.

2 comentários

Comentar post