Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

05-09-2017 284.jpg


A cidadania ecológica começa pela compreensão do impacto ecológico das acções pessoais. Pela reflexão de como as pessoas se identificam com a natureza e pela aprendizagem de como se podem minimizar os efeitos das nossas acções sobre a natureza. Ao estarmos cientes do que é a cidadania ecológica podemos avançar para um novo conceito que é a responsabilidade ecológica. A responsabilidade ecológica por sua vez no insere-se no termo de recurso de propriedade comum. O ar que respiramos ou a água que consumimos são exemplos de recursos de propriedade comum. Quando acampamos ( por exemplo) à beira de um rio de águas límpidas, pode parecer absurdo que os restos da nossa comida possam prejudicar o ambiente, só que se ao longo do rio estiverem várias pessoas a acampar e a deixar ficar os seus restos de comida ou embalagens, tudo isso acumulado traduz-se numa forma de conspurcar o ambiente, de facto, devemos lembrar-nos que não estamos sós no mundo. Finalmente, estamos a assistir àquilo que se chama a tragédia dos usos comuns; a poluição dos rios e doa oceanos, a deterioração da qualidade do ar, a erosão dos solos, o esgotamento da pesca, o consumo exagerado dos aquíferos subterrâneos, etc, são exemplos da falta de cosnciência ecológica e também falta de poder político para gerir com eficiência estes recursos.

Créditos - inspirado em Mitchell Thomashow