Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

desafioecologico

“Quando o último rio secar, a última árvore for cortada e o último peixe pescado, eles vão entender que o dinheiro não se come”. Chefe Índio - Seattle - 1855

  É um facto assente que sem insectos o homem não sobrevive. Embora muitos deles sejam propagadores de doenças, muitos outros são de extrema utilidade na polinização das árvores e plantas. Os herbicidas utilizados pelos agricultores para proteger ( na verdade muitas das plantas que os herbicidas matam não provocam qualquer malefício às culturas, são os grandes interesses dos produtores de herbicidas que manipulam os agricultores) as suas culturas, porque querem apenas que (...)
A sociedade humana tem evoluído ao longo dos tempos, paradoxalmente chegou agora a uma curva que pode ser descendente, ou seja, se não respeitar a natureza, podemos caminhar para a nossa própria destruição. É preciso, por isso, criar uma nova sociedade, onde não deva apenas imperar o crescimento económico, mas sim, o crescimento do bem-estar. Para que isso aconteça, temos que melhorar a nossa relação com o ambiente, incrementar o acesso à cultura, à saúde e ao tempo de vida (...)
Na natureza, a maneira normal como as árvores prosperam consiste em associarem-se numa floresta. talvez cada uma das árvores perca assim um pouco da perfeição do seu crescimento individual, mas todas se auxiliam mutuamente a fim de preservarem as suas condições de sobrevivência. O solo é protegido e recebe sombra, e os microrganismos indispensáveis à sua fertilidade ficam ao abrigo do sol, do gelo e do efeito da arrastamento das águas da chuva. A floresta é o triunfo da (...)
No estádio totemista do pensamento (O totemismo é uma crença religiosa que utiliza o totem como elemento espiritual de adoração em que existe uma relação próxima e misteriosa entre um ser humano e um ser natural) Diké  (Divindade gregaque representa a Justiça, também conhecida como Dice, ou ainda, Astreia. Filha de Zeus e Têmis, ela não usa vendas para julgar) a ordem natural e a ordem social, não são distintas, não são distinguíveis sequer. Plantas e animais fazem (...)
Temos o urgente desafio de proteger a nossa casa comum, o que inclui a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, pois sabemos que as coisas podem mudar.  A humanidade possui ainda a capacidade de colaborar na construção e recuperação do nosso planeta. Nos mais variados sectores da actividade humana, muitos estão a trabalhar para garantir a protecção da casa que partilhamos. Uma especial gratidão é devida àqueles que (...)
A cidadania ecológica começa pela compreensão do impacto ecológico das acções pessoais. Pela reflexão de como as pessoas se identificam com a natureza e pela aprendizagem de como se podem minimizar os efeitos das nossas acções sobre a natureza. Ao estarmos cientes do que é a cidadania ecológica podemos avançar para um novo conceito que é a responsabilidade ecológica. A responsabilidade ecológica por sua vez no insere-se no termo de recurso de propriedade comum. O ar que (...)
Curiosamente este povo que era considerado atrasado, estava e está centenas de anos mais avançado que nós em termos de respeito pela natureza. «É que descobrimos, entre os Zunis (Os Zuñi (ou Zuni) são uma dentre as diversas tribos de nativos norte-americanos; são nativos do Novo México e são parte dos chamados pueblos. Atualmente, existem 12 mil índios zuni e eles são notáveis pela sua mitologia), uma verdadeira ordenação do universo. Todos os seres e todos os factos da (...)
Invocamos a Terra, nossa morada, os seus maravilhosos abismos e as suas fulgurantes alturas, a sua vitalidade e a sua profusão viva, e todos reunidos lhe pedimos que nos ensine e nos mostre o Caminho. Invocamos as montanhas, as cascatas e os Olimpos, os altos vales verdejantes e os prados cobertos de flores bravas, as neves eternas, os cumes silenciosos, e pedimos-lhes que nos ensinem e nos mostrem o Caminho. Invocamos as águas que cobrem a Terra de horizonte a horizonte, as águas (...)
Vou hoje falar de um modelo belo e motivador. O seu nome e o seu exemplo podem servir de guia e inspiração, para os problemas ecológicos que enfrentamos. Francisco de Assis é o exemplo por excelência do cuidado pelo que é frágil e por uma ecologia integral, vivida com alegria e autenticidade. É o santo padroeiro de todos os que estudam e trabalham no campo da ecologia, amado também por muitos que não são cristãos. Manifestou uma atenção particular pela criação de Deus( (...)
15 Ago, 2023

A voz da natureza.

Muitas pessoas ouvem uma voz interior que as obriga a desenvolver a sua relação com o mundo natural. Quer seja a alegria e a inspiração que faz parte da experiência de andar com uma mochila às costas, quer seja o sentido de perda e desespero em relação a um habitat em vias de extinção, são experiências comuns que não só motivam as pessoas a tomar medidas no que diz respeito às questões ambientais e muitas vezes, a optar por profissões ligadas ao ambiente, mas, que também (...)